25 de ago de 2015

Resenha: Eu Estive Aqui

Eu Estive Aqui
Autora: Gayle Forman
Editora: Arqueiro
Ano: 2015
Número de páginas: 240
Gênero: Drama
Onde comprar: Americanas | Submarino | Saraiva

Quando Eu estive aqui foi lançado em junho pela editora Arqueiro, decidi lê-lo por causa das ótimas críticas à respeito da autora Gayle Forman, que fez muito sucesso com o livro Se eu ficar. Esta é a primeira obra que leio de Gayle e posso adiantar que não me decepcionei.

Em Eu estive aqui acompanhamos o impacto na vida da protagonista Cody após receber a trágica notícia que sua melhor amiga se suicidou. Meg planejou tudo de forma minuciosa, escreveu e-mails à amigos, familiares e para a polícia, depois os programou para serem enviados após sua morte, comprou um veneno letal, se hospedou em um quarto de motel barato e deixou um bilhete e uma gorjeta para a arrumadeira.

Cody e Meg se conheciam desde o jardim de infância, tinham planejado se mudarem da cidadezinha pequena em que cresceram após terminarem o ensino médio e entrarem para a faculdade. Mas seus planos foram por água abaixo, após Meg conseguir uma bolsa integral e Cody não. Por não ter condições de pagar a faculdade, Cody permaneceu na cidade vivendo de faxinas e Meg foi embora. Com isso as amigas mantiveram contato, mas as circunstâncias acabaram as distanciando. Isso tudo acabou fazendo com que Cody se sentisse culpada por não estar ao lado da amiga oferecendo apoio quando ela mais precisou e até mesmo por não ter desconfiado que Meg estivesse depressiva.

Cody possui uma ótima relação com os Garcias, pais de Meg, pois sempre foram um exemplo de família para ela, pois sua mãe Tricia a criou sozinha e não faz o tipo mãe exemplar. Com a morte de Meg, Joe e Sue pedem que ela vá até a faculdade da filha buscar seus pertences. E é lá que ela conhece os colegas de república de Meg e também Ben, o rockeiro que dormiu com sua melhor amiga e depois a abandonou. Ao encontrar um arquivo criptografado no notebook de Meg que à leva a um grupo online de apoio a suicidas, que na verdade trata-se de fóruns que incentivam o suicídio, Cody desconfia que alguém pode ter ajudado a amiga a terminar com a própria vida. Com isso ela parte em busca de respostas por meio de uma investigação por conta própria.

Eu estive aqui já teve seus direitos negociados para o cinema e a história tem grande potencial para esse tipo de mídia, pois é fácil imaginar um filme ao ler cada página. Os personagens são carismáticos e reais. O foco não é o romance de Cody e Ben, mas a relação que eles constroem ao decorrer do livro faz com que o leitor torça pelo casal.

O livro é um misto de suspense, drama e romance, mas é principalmente sobre as consequências na vida de amigos e familiares de um suicida. A nota da autora no final de Eu estive aqui é a melhor nota que já li em um livro, pois a obra oferece um grande serviço à sociedade. A inspiração para a criação da personagem Meg venho de uma jovem real. A autora atenta para a importância da depressão ser tratada como uma doença igual as outras. E que procurar ajuda é de suma importância, tanto de familiares e amigos, como médica.

15 de ago de 2015

Caixa de Correio #06

Em julho comprei alguns livros e também recebi de parcerias.

Minha primeira compra na Amazon BR foi bastante satisfatória, a entrega foi rápida, recebi antes do prazo. Um diferencial da loja é que você pode comprar kits de alguns livros, aproveitei uma ótima promoção e adquiri os kits de Um Gato de rua chamado Bob e Um conto do destino. O único ponto negativo é que eles oferecem apenas uma forma de pagamento, no caso cartão de crédito.

O kit de Um Gato de rua chamado Bob vem com os dois primeiros livros de James Bowen, Um gato de rua chamado Bob e O mundo pelos olhos de Bob, acompanhados de um cachecol. Como amo gatos, não preciso dizer que adorei o kit e estou ansiosa para conhecer a história do Bob.

O kit de Um conto do destino vem com o livro, caixa especial e vela aromática. Já assisti a adaptação para o cinema e gostei bastante, então as expectativas são altas.


Da editora Arqueiro recebi o primeiro título da série As Quatro Estações do Amor da Lisa Kleypas. A edição de Segredos de uma Noite de Verão está muito linda, amei o kit de marcadores da série que veio junto. O livro venho dentro uma caixa preta com papel lilás e o laço da foto, mas infelizmente ela chegou amassadinha por causa do transporte.

Da editora Saída de Emergência Brasil recebi o segundo título da série Outlander: A Libélula no Âmbar. Mas esse será para um leitor sortudo, em breve será sorteado aqui no blog.













Também recebi marcadores diversos da Arqueiro.

10 de ago de 2015

Primeiras Impressões: Dez Coisas que Aprendi Sobre o Amor

Recebi da editora Novo Conceito uma degustação do livro de estreia de Sarah Butler. Dez coisas que aprendi sobre o amor foi indicado pela Oprah Winfrey, então a expectativa é bem alta, pois promete ser um livro poético que fala sobre o amor.

A história se passa em Londres, Inglaterra. Acompanhamos dois personagens distintos, que aparentemente não parecem ter nenhuma ligação. A primeira é Alice, que está retornando de uma viagem porque seu pai está muito doente. Ela possui duas irmãs, Tilly e Cee. Rompeu recentemente com seu namorado Kal, o motivo pelo qual decidiu viajar, largando seu emprego. Sua mãe morreu quando ela era pequena.

O segundo é Daniel, um mendigo de quase sessenta anos que vaga pelas ruas de Londres, desejando encontrar sua filha. A parte mais poética do livro surge dos pensamentos de Daniel, como na passagem que ele atribui uma cor para cada letra de um nome muito importante para a história, o de sua filha.

Cada capítulo começa com uma lista de dez coisas citadas pelos personagens principais. A diagramação está bem delicada. Para entrar no clima de lançamento do livro, enquanto aguardo para dar continuidade à leitura, fiz minha lista de Dez coisas que aprendi sobre o amor e convido você a fazer também sua lista e postá-la nos comentários desse post.

Dez coisas que aprendi sobre o amor

1) Que o amor verdadeiro existe de diversas formas, não apenas entre um casal.

2) É um sentimento impossível de ser descrito com palavras.

3) Ele possui um imenso poder.

4) Que não podemos confundi-lo com desejo ou vaidade.

5) Que amar e possuir são duas coisas completamente diferentes.

6) Que nem sempre nosso amor é correspondido.

7) É o sentimento mais puro.

8) Que uma vez cultivado, dificilmente esquecido.

9) Que se uma pessoa não se ama, dificilmente irá conseguir amar qualquer coisa.

10)  Não se pode comprar.

Em breve nas livrarias!

7 de ago de 2015

Resenha: Três Semanas Com Meu Irmão

Três Semanas Com Meu Irmão
Autores: Nicholas Sparks e Micah Sparks
Editora: Arqueiro
Ano: 2015
Número de páginas: 320
Gênero: Biografia

Três semanas com meu irmão é uma leitura obrigatória para os fãs do autor Nicholas Sparks. Como o título sugere, o leitor acompanha as três semanas que Nicholas e seu irmão Micah viajaram ao redor do mundo em 2003. Mas obviamente o livro não é apenas um diário de viagem e sim uma narrativa profunda que conta como foi a infância dos irmãos, a adolescência, a vida adulta e as tragédias familiares.

O relato da viagem é uma verdadeira aula de história, pois os lugares visitados fazem parte da cultura antiga, como as ruínas maias da Guatemala, as ruínas incas no Peru, as estátuas gigantes da Ilha de Páscoa, além de vários outros lugares fascinantes. Mas as passagens mais interessantes são sobre a história da família Sparks, ao longo do livro também encontramos fotos de diferentes épocas da vida dos irmãos.

A narrativa flui naturalmente, por ser uma história real escrita pelas pessoas que viveram cada momento relatado, as páginas são carregadas de emoção. Podemos perceber que Nicholas e Micah são muito unidos, mas não poderia ser diferente, pois sempre foram muito próximos desde crianças. As partes mais tristes são sobre a morte da mãe, do pai e da irmã.

A inspiração para escrever seus livros está por toda parte, até mesmo onde Nicholas não menciona, mas quem já leu a maioria de suas obras acaba identificando elementos de sua vida que foram inseridos em suas histórias. Através dessa leitura conhecemos a pessoa que há por trás do título de autor de sucesso, suas dificuldades e a tarefa árdua de conciliar o trabalho com a vida de marido e pai de cinco filhos.

Três semanas com meu irmão faz você parar para pensar em sua própria vida, em sua história, nos laços que unem sua família. Somos invadidos por uma nostalgia só de olhar para a capa lindíssima do livro. Nicholas e Micah nos mostram que a vida pode ser extremamente difícil, mas que não podemos perder o contato com aqueles que nós amamos.

3 de ago de 2015

[Resultado] Sorteio: Película de vidro Samsung Galaxy S3


Primeiramente gostaria de agradecer a todos os participantes do primeiro sorteio do blog, em breve teremos mais. :)

Então vamos conhecer o vencedor ou vencedora do Sorteio: Película de vidro Samsung Galaxy S3?

a Rafflecopter giveaway

Parabéns Rudynalva! Entramos em contato por e-mail com a vencedora e já recebemos os dados para envio. :)
Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo